quarta-feira, 16 de outubro de 2013

Tecnologia digital facilita Administração

Bornito de Sousa, ministro da Administração do Território

O Executivo vai introduzir, no próximo ano académico, uma plataforma digital que permite aos dirigentes, funcionários e agentes do Estado o acesso aos conteúdos de formação através do uso de tecnologias de informação e comunicação.

O anúncio foi feito ontem, no município da Humpata (Huíla), pelo ministro da Administração do Território, Bornito de Sousa, na cerimónia de abertura das VII Jornadas Técnicas de Formação do Instituto de Formação da Administração Local (IFAL) que decorrem até sexta-feira. 

Bornito de Sousa disse que o ano académico 2014 vai marcar uma “viragem positiva” no desenvolvimento, com a reforma e modernização do plano curricular dos cursos. 

O ministro indicou o alargamento da intervenção formativa aos centros regionais do IFAL e a introdução via online de uma plataforma digital para permitir aos dirigentes, responsáveis e demais funcionários e agentes do Estado o acesso aos conteúdos de formação através do uso de tecnologias de informação e comunicação.


Bornito de Sousa assegurou que a estrutura dos cursos do IFAL continua a assentar na formação inicial, nomeadamente através dos Cursos de Introdução aos Serviços Públicos, para os funcionários e os dirigentes que não sejam originários da Administração Pública.


O ministro assegurou ainda que a qualidade dos cursos assenta na formação média e superior de altos dirigentes da administração local, na formação, em parceria com o Ministério da Educação e instituições superiores.


O ministro da Administração do Território salientou que o sucesso e a pertinência dos cursos dependem em grande medida do correcto diagnóstico das necessidades de formação, tarefa que requer um envolvimento mais empenhado e participativo dos Governos Provinciais e das Administrações Municipais na identificação das suas prioridades em termos de necessidade e especialidade de formação. 


Bornito de Sousa indicou que a revisão em curso da Lei 17/10, de 29 de Julho, sobre funcionamento da Administração Local do Estado deve conferir maior dignidade e exigência à formação de dirigentes, funcionários e agentes da administração local.

Vida nos municípios

Bornito de Sousa felicitou os municípios do Léua (Moxico), Mukonda (Lunda-Sul), Longonjo (Huambo), Marimba (Malange) e Luba (Lunda-Norte), seleccionados para acolherem as próximas jornadas técnicas de formação do Instituto de Formação da Administração Local (IFAL), como forma de materializar a máxima do Presidente José Eduardo dos Santos, segundo a qual “A vida faz-se nos municípios”, lema da recente Feira dos Municípios e Cidades de Angola e o Fórum dos Municípios, decorridos em Luanda. 

O governador provincial da Huíla, João Marcelino Tyipinge, reconheceu que, se a reconstrução do país é uma necessidade que se impõe, o mais importante ainda é a formação do homem. 

O país está num crescimento jamais visto na sua história. Tudo isso é possível graças às políticas justas e coerentes que são realizadas pelo Executivo, para o qual a formação de quadros e de dirigentes é imprescindível para poder corresponder à dinâmica do país”, disse.

O governador referiu que para a sua solução é imperioso a tomada de medidas adequadas, para que as populações deixem de depender das organizações governamentais e outras. Na Huíla, João Marcelino Tyipingeapontou acções como a abertura de chimpacas e a recuperação de furos de água. O desassoreamento do rio Caculuvar também consta da acção do Governo Provincial no plano de intervenção.


in Jornal de Angola de 16.10.2013

Sem comentários:

Publicar um comentário