quarta-feira, 20 de novembro de 2013

Estudantes do Huambo ansiosos com a inauguração da Mediateca


A população estudantil da província do Huambo mostra-se ansiosa com a inauguração da Mediateca local, marcada para o próximo mês, por considerarem ser um empreendimento de grande valia para o complemento da formação académica. 

Os discentes não hesitaram em assumir que vai contribuir para a elevação dos níveis de conhecimento dos usuários e tornar fácil o acesso da população às novas tecnologias de informação e comunicação.

Louvaram a iniciativa do Executivo e prometeram, uma vez inaugurada, fazer uso correcto da mesma para servir as futuras gerações, por tratar-se de um bem público.

O estudante Abel Cláudio Sapenga, da Faculdade de Direito, afirmou que a Mediateca permitirá o enriquecimento intelectual da classe estudantil que se mostra ávida pelo saber.

Mário Fontes, estudante do curso de Engenharia no Instituto Superior Politécnico, disse que a entrada em funcionamento do imóvel vai suprir a carência que a comunidade académica local enfrenta em ter acesso as fontes de conhecimento.

Otenásio Matias, da Faculdade de Direito, sublinhou que a utilidade da Mediateca vai muito além, já que proporciona serviços diversificados que concorrem para o aumento da cultura dos cidadãos e os aproxima as novas tecnologias de informação e comunicação.

A Mediateca do Huambo comporta áreas de revistas, de leituras, infanto-juvenil, cafetarias, sala de recepção e albergará ainda equipamentos para pesquisa de documentos, livros, programas informáticos integrados, registos de vídeo, áudio e fotografias.

in ANGOP de 20.11.2013

Sem comentários:

Publicar um comentário