quinta-feira, 14 de novembro de 2013

Sucesso da Educação para todos depende do empenho da sociedade

Manuel de Amaral Sampaio, director da Educação, Ciência e Tecnologia na província do Huambo

O sucesso do programa de educação para todos os angolanos depende, fundamentalmente, do empenho, ambição e engajamento das organizações não-governamentais, instituições religiosas e da sociedade em geral.

A constatação é do director da Educação, Ciência e Tecnologia na província do Huambo, Manuel Sampaio do Amaral, quando procedia hoje a abertura do fórum da educação, cujo lema é “Pela aceleração dos objectivos da educação para todos, reforcemos a mobilização geral de Angola e África”. 

O responsável defendeu, na ocasião, a necessidade de todos contribuírem, reforçarem, redefinirem, promoverem e reajustarem o processo de educação para todos, para a sua potencialização e melhoria, nos próximos anos. 

Vamos abrir janelas para a educação, para que todos tenham acesso a este mecanismo essencial na preparação intelectual e profissional dos homens”, advogou Manuel Sampaio do Amaral, que considerou igualmente a educação como energia na vida de qualquer indivíduo.

Frisou também que os objectivos da educação não podem ser alcançados sem haver envolvimento de todos nas regras gerais do processo de ensino e aprendizagem.

Participam deste fórum, que encerra sexta-feira, directores de escolas, chefes de repartições municipais da educação, administradores municipais adjuntos para área social, parceiros sociais, responsáveis de escolas privadas e especialistas em educação.

O evento visa contribuir na operacionalização de medidas e acções sócio-educativas que se reflictam na cobertura escolar, na qualidade de género e de ensino.

Vão ser debatidos, durante dois dias, temas como “A educação e a primeira infância”, “A universalização do ensino primário”, “Habilidade e preparação para a vida activa”, “Alfabetização e educação de adultos”, “Qualidade de género”, entre outros.

O reforço da mobilidade dos diferentes actores públicos, sociais e privados, para a prossecução dos objectivos do quadro da acção de Dakar e do Milénio fazem igualmente parte das metas propostas pela direcção da educação ao promover este encontro de reflexão.

in ANGOP de 14.11.2013

Sem comentários:

Publicar um comentário