quarta-feira, 27 de novembro de 2013

Falta de verbas atrasa conclusão do Instituto Médio Politécnico da IECA


A conclusão dos trabalhos de construção do Instituto Médio Politécnico da Igreja Evangélica Congregacional em Angola (IECA) no município da Caála, província do Huambo, está atrasada por falta de verbas.

De acordo com o pastor do sínodo local, Martinho Sonjamba José Diogo, a denominação religiosa necessita de 10 milhões de kwanzas para concluir a infra-estrutura, cuja construção decorre desde o ano passado.

Considerou que a previsão inicial era de inaugurar o estabelecimento de ensino antes do final deste ano, mas garantiu que no decurso dos primeiros seis meses de 2014 o empreendimento poderá ser entregue à comunidade estudantil deste município, caso surjam os devidos apoios financeiros.

O líder do sínodo da IECA no município da Caála, que abrange também o vizinho município do Ecunha, informou que o Instituto Médio Politécnico possui 16 salas de aulas para albergar em três períodos (manhã, tarde e noite) aproximadamente 2150 alunos.

No mesmo serão ministrados cursos de Economia e Gestão, Ciências da Educação e Enfermagem, visando contribuir na formação académica da população local, permitindo que esta esteja apta para ajudar a desenvolver o município.

Enquanto se aguarda pela conclusão do Instituto Médio Politécnico, o sínodo da IECA na Caála tem vindo a sensibilizar os agentes comunitários para construírem escolas nas aldeias para impedir que as crianças continuem a percorrem longas distâncias para terem acesso ao ensino.

O pastor Martinho Diogo deu a conhecer que, fruto desta acção, foram construídas este ano, nos municípios da Caála e Ecunha, quatro escolas comunitárias, cada uma com três salas, faltando apenas a cobertura das mesmas.

in ANGOP de 27.11.2013

Sem comentários:

Publicar um comentário