quinta-feira, 14 de novembro de 2013

Sanatório por dentro


Vinte e um médicos, dos quais quinze angolanos e seis cubanos, 156 enfermeiros, 80 técnicos de meios de diagnósticos servem os doentes de tuberculose no Hospital Sanatório de Luanda.

Angola tem quatro unidades hospitalares para cuidados de tuberculose, dois dispensários e dois hospitais, no Huambo e na Lunda Sul, respectivamente.

Estruturalmente o hospital está dividido em três partes: o ambulatório, o banco de urgências e o internamento que tem os serviços de broncoscopia, área de prova de esforço, hemoterapia, laboratório clínico, microbiologia e merologia de Raio X. Ainda dentro do internamento se encontram os serviços de medicina e a área geral.

 O hospital tem a capacidade de 200 camas, apesar de a sua projecção ter sido para 300 camas, mas devido a introdução de novas tecnologias foram implementados novos serviços.


Futuramente pensamos em ter um bloco operatório e serviço de anatomia patológica”, rematou.  

in O País de 14.11.2013

Sem comentários:

Publicar um comentário