quarta-feira, 13 de novembro de 2013

Maior dignidade aos magistrados


Cristiano André, presidiu à inauguração do auditório do Tribunal da Caála, município que dista 23 quilómetros da cidade do Huambo. O auditório, com capacidade para 23 pessoas e devidamente apetrechado com meios informáticos, vai oferecer maior comodidade à actividade dos magistrados judiciais e do Ministério Público.

O juiz-presidente do Tribunal Supremo disse que o objectivo da criação da sala é melhorar o exercício dos magistrados, enquanto responsáveis pela execução da prevenção da Justiça. 

O auditório, acrescentou, visa capacitar os magistrados, quer judiciais quer do Ministério Público, assim como outros funcionários, para darem resposta à questões que lhes são colocadas diariamente, designadamente os processos, e resolver com maior proximidade e celeridade os litígios e as denúncias. 

O objectivo passa pelo apetrechamento dos operadores, juízes, procuradores, oficiais de justiça e funcionários, no sentido de haver maior resposta aos trabalhos de resolução de processos”, frisou o juiz-presidente do Tribunal Supremo. 

O Tribunal da Caála possui duas salas de audiência para julgamentos de crimes comuns e igual número de cartórios. Conta com dois juízes, um escrivão de primeira e dois auxiliares de escrivão de terceira classe, além de quatro oficiais de justiça.

in Jornal de Angola de 13.11.2013

Sem comentários:

Publicar um comentário