quinta-feira, 28 de novembro de 2013

Políticos devem defender a paz e estabilidade social

D. José de Queirós Alves, arcebispo do Huambo

Os líderes religiosos do Huambo pediram aos responsáveis dos partidos políticos que sejam exemplos de defensores da paz, “evitem instituir a violência” e trabalhem juntos para garantir a estabilidade.

O arcebispo do Huambo, D. José de Queirós Alves, disse que no ambiente no qual o país se desenvolve, as famílias devem sentir-se realizadas com os ganhos da paz e a reconciliação nacional.  

D. José Queirós Alves pediu a todos os angolanos que sejam responsáveis e aos dirigentes dos partidos políticos que se respeitem uns aos outros. 

O arcebispo afirmou que cada angolano deve ter consciência que contribuir para conservação da paz não é somente ajudar os outros, mas também a ele próprio.

O presidente da Igreja Adventista do Sétimo Dia no Huambo pediu aos responsáveis dos partidos que “trabalhem com sabedoria” para a pacificação e o bem-estar social do povo angolano.
    
Somos todos irmãos e nesta altura o grande atributo é a reconciliação que deve reinar entre os angolanos e não a discórdia,” declarou Manuel Filipe Pacheco.  Cada cidadão, referiu, deve olhar a paz como uma oferta de Deus para os angolanos.

in Jornal de Angola de 28.11.2013

Sem comentários:

Publicar um comentário