sexta-feira, 16 de agosto de 2013

Novas unidades prisionais provam respeito aos direitos humanos - Bento Bembe


A entrada em funcionamento das novas unidades prisionais, em algumas regiões do país, provam claramente o respeito e a valorização dos direitos humanos no país, considerou, no Huambo, o secretário de Estado para sector, António Bento Bembe.

Em declarações à imprensa, no final de uma visita de constatação ao novo estabelecimento prisional do Huambo, com a capacidade para 816 reclusos, Bento Bembe sublinhou que as condições de acomodação da população penal representam a máxima sensibilidade do Executivo no asseguramento dos direitos humanos.

O respeito dos direitos humanos no país é bastante salutar, tendo em conta o empenho que do Governo tem feito, no tocante a construção de novas infra-estruturas penitenciárias, cujas condições humanas visam garantir a vivência condigna dos reclusos”, assegurou.

O secretário de Estado acrescentou que o Executivo para além, da sua incumbência e providência em garantir o bem-estar da população, tem cumprido com os trâmites da Constituição da República no que tange a valorização dos pressupostos que concorrem
para assegurar esta vertente.

Acompanhado pelo vice-governador da província do Huambo para o sector económico, Francisco Fato, o secretário de Estado, que efectua uma visita de trabalho de 24 horas à região, percorreu o imóvel, tendo recebido, na ocasião, explicações detalhadas sobre a actividade diária dos reclusos.

A Unidade Prisional do Huambo possui quatro blocos masculinos para albergar 730 reclusos, um feminino para 58 reclusas e outro especial com 28 lugares, totalizando 816 vagas.

A par disso, conta com uma área administrativa, residência do director, área académica com três salas de aulas, biblioteca, sala de informática, posto de saúde, uma quadra desportiva, entre outros compartimentos indispensáveis para o seu funcionamento.
in ANGOP de 16.08.2013

Sem comentários:

Publicar um comentário