quarta-feira, 13 de março de 2013

Mulheres esclarecidas sobre fístula obstétrica



Mulheres de vários estratos sociedade do município do Huambo participaram numa palestra sobre fístula obstétrica, uma doença causadora de um índice elevado de mortalidade de mulheres.
 
O evento denominado "fístula obstétrica um prejuízo desnecessário", numa promoção da direcção provincial da Família e Promoção da Mulher, no âmbito da jornada Março/Mulher, foi orientada pelo especialista Estêvão Foster.
 
De acordo com o prelector, a fístula obstétrica resulta de ferimentos causados durante o parto, um ferimento que ocorre, normalmente, quando se trata de um parto demorado.
 
O prelector referiu que os partos obstruídos são mais comuns entre as mulheres jovens que ainda não atingiram a idade adulta, geralmente na adolescência.
 
Esclareceu que o tratamento de uma fístula obstétrica pode ser difícil, mas com uma cirurgia o nível de sucesso é a acima de 90 por cento.
 
As pacientes com fístula sofrem com frequência outras complicações causadas pelo longo parto, nomeadamente dificuldade em andar devido aos nervos afectados, a infertilidade por causa do ferimento do útero e incapacidade de terem relações sexuais com os parceiros devido aos ferimentos nos órgãos genitais” referiu.
in ANGOP de 13.03.2013

Sem comentários:

Publicar um comentário