terça-feira, 15 de maio de 2012

Distribuídas 400 redes mosquiteiras no município do Londuimbali


A direcção provincial da Saúde no Huambo distribuiu durante o fim-de-semana, na aldeia de Mbonga, município do Londuimbali, província do Huambo, 400 mosquiteiros tratados com insecticida, no âmbito do programa Uhayele Vimbo.

Em declarações o oficial provincial do programa de malária, Lelo Zola, adiantou que os mosquiteiros foram entregues a grávidas e crianças menores de cinco anos, com vista a se prevenirem de picadas de mosquitos que causam a malária.

Ainda no quadro do programa Uhayele Vimbo, que em português significa saúde nas aldeias, lançado oficialmente sábado na aldeia de Mbonga, mil indivíduos efectuaram testes rápidos de malária, sem, no entanto, ter adiantado os resultados positivos.

Lelo Zola fez saber que os pacientes com quadro clínico menos complicado receberam doses de Quartem, Quinino e Duo-cotecxin, já os complicados foram encaminhados ao centro de saúde do Alto Hama e Hospital Geral do Huambo, onde estão a merecer
tratamento específico.

O lançamento oficial do programa Uhayele Vimbo, que decorreu na aldeia do Mbonga, a 85 quilómetros da cidade do Huambo, foi marcado com a realização de consultas de pediatria, ginecologia, obstetrícia, oftalmologia, estomatologia, glicemia, testagem de hepatite, VIH/Sida e malária, assistidos por 20 médicos de especialidades diversas e 15 enfermeiros gerais.

in ANGOP de 15.05.2012

Sem comentários:

Publicar um comentário