quinta-feira, 24 de maio de 2012

Sector do Bunju necessita de um posto médico


O sector do Bunju, 36 quilómetros da vila municipal do Cachiungo e 98 da cidade do Huambo, necessita de um posto médico para atender os seus nove mil habitantes que, por falta de uma unidade hospitalar, são obrigados a percorrerem longas distâncias.

Em declarações o soba geral do Bunju, Fernando Diquito, referiu que o único posto de saúde que havia na localidade foi destruído em 1975, por acção do conflito armado.

Sublinhou que em consequência da falta de uma unidade sanitária tem se registado, neste sector, muitas mortes que podiam ter sido evitadas com a intervenção de técnicos de enfermagem.


Muitos pacientes têm recorrido ao centro de saúde da comuna do Chiumbo, a pé, numa distância de 40 quilómetros no trajecto de ida e volta, o que agrava ainda mais o estado de saúde dos mesmos”, lamentou.

O soba do Bunju apontou a malária, as doenças diarreicas e respiratórias agudas como as patologias mais frequentes.

Mostrou-se também preocupado com o facto das grávidas não realizarem consultas pré-natais, por não haver na localidade um posto médico.

in ANGOP de 24.05.2012

Sem comentários:

Publicar um comentário